Make your own free website on Tripod.com

A História de um Triste Coração...

Existia um Coração que andava triste e angustiado. Não sabia mais o que fazer para aliviar a sua dor. Andava deprimido, alienado, chorava sem parar querendo desistir da vida.

Este se encontrou com o medo, com a dúvida, com o desespero até. Mas de nada resolveram para ele.
O medo lhe disse: “cuidado, você pode se ferir ainda mais, não faça, não vá. Não continue.”
E o Coração permanecia imobilizado.

A dúvida disse: “não sei, será mesmo que vale a pena? Será que você consegue superar um não? Será que você consegue prosseguir num sim? Não sei, não sei o que você deve fazer.”
Confundindo ainda mais o triste Coração.

E por fim, o desespero se apresentou: “você ainda não foi? Você ainda não fez nada? Isso é loucura, ficar parado sem nada fazer, sem nada querer. Ou melhor, fique, não faça nada, espere que tudo aconteça... não, não, continue sim, vá em frente”.....
O desespero martelava de forma enlouquecida naquele pobre Coração.

Cansado de tanta confusão, o Coração já não sabia mais o que pensar. Nada acalentava, nada lhe fazia bem. E a angústia gritava dentro dele, esperando uma Luz no fim do túnel.

De repente ouve um chamado – era o Silêncio, acompanhado do Tempo.

‘Acalme-se Coração” – dizia o Silêncio. “Fique comigo, esqueça o Medo, a Dúvida e o Desespero. Eles confundem, atrapalham, iludem e atrasam.

Permaneça ao meu lado, observe. Mostrarei a você que observar, ouvir, prestar atenção, irá aliviar sua angústia e muito irá aprender”.

Então o Coração respondeu –

Quem me garante isso?

Eu – respondeu o Tempo... Mostrarei a você que sou o senhor da razão... E que tudo passa!

E desde então, cada vez que o Coração sentia-se deprimido, triste, lembrava-se do Silêncio que observa e aprendia com ele, e era fiel ao Tempo – e do exagero da ‘emoção’, descobriu a razão....

 

Muitas vezes nos desesperamos por pequenos motivos, nos entregamos ao Medo, à Dúvida e por fim ao Desespero.
O Silêncio é o Mestre das observações e aprendizados, e o Tempo nos ensina que tudo passa, tudo se renova. Aliados a disciplina interior e constância, a Vida se Revela plena e Absoluta.

Qual maneira você escolhe aprender?


Autoria
Gênice Suavi.

 

Voltar